quarta-feira, 31 de maio de 2017

Jesus e os Espíritos

Na época de Jesus e até nos dias atuais as pessoas tem uma imagem negativa de Espíritos.

Jesus entrou em uma Sinagoga e lá estavam comentando sobre os espíritos e que todos são maus.

Cristo entrou e ouviu todo o debate.

Pediu a palavra que lhe foi concedida, subiu ao lugar mais alto do templo e começou a dizer:

- Nós somos de mundos invisíveis e para esses mundos todos iremos.

- Nem tudo que é invisível e que em alguns casos nos transparece(aparição) é ruim.

- Se estamos com maus pensamentos, maus espíritos nos rodearão.

Então todos calaram e ouviram mais do Cristo.

Ele pregou que nem tudo que não vemos e algumas aparições visíveis de dimensões distantes e próximas não são boas.

Indagou sobre lugares deste mundo(Terra), onde há pessoas ruins, sempre haverá aglomeração de maldade.

Isso não é uma regra, há exceções.

Portanto, espíritos são bons, sejam de luz ou até alguns perdidos por aí.

Mas o mal se aproveita disso, alguns escravizam os bons e os fazem sofrer.

Aqui na terra não é diferente.

Em toda a existência, em todo o Universo há isso, não há como fugir.

Jesus é espírito e muito mais, um eterno espiritualista.

Há algumas religiões que marginalizam a doutrina Espírita, seja Candomblé ou Umbanda ou até mesmo Kardecista, o Budismo e religiões transcendentais também são marginalizadas.

Infelizmente o ser humano ainda não sabe o que é Paz Universal, salvo alguns poucos e nada mais.

Segundo "reza" nossas consciências, somos do mundo invisível, viemos de algures do desconhecido e pra lá iremos novamente.

O Kardecismo prega o Umbral, o Catolicismo e sua ramificação, o Protestantismo, prega o Inferno como lugar de dor e sofrimento.

Religiões muito mais antigas pregam algo bem diferente, mas existe sim um lugar de sofrimento, mas existe um lugar de Paz e Harmonia.

O Kardecismo prega que todos, sem exceção, são resgatados, mas isso não é verdade, estamos com "excesso de bagagem" de espíritos que vagam pela terra que nem sabem que morreram.

Ora, como todos são resgatados se muitos vagam pela terra?

Kardec diz que as pessoas ao desencarnarem também tem o livre arbítrio, de querer ir ao ser resgatado, ou querer ficar vagando por aí.

Perceberam que muitos acham que sabem e não sabem nada?

Só Jesus sabe, só ele tem como responder a tudo, mas não pode, pois o mundo espiritual pertence ao mundo espiritual e nada mais.

Algo nos é relatado, somente para que nossa curiosidade não se transforme em doença.

André Luíz através de Chico Xavier nos relata o mínimo do mínimo e ainda assim ficamos maravilhados.

Imagine o que há por lá.

Devemos ter em mente que existem coisas que não devemos saber.

Somos limitados por algum motivo, nada é por acaso.

O mundo espiritual é do mundo espiritual, existem médiuns, transcomunicação e essas coisas, mas nunca vamos saber de tudo, enquanto pertencermos a esse mundo.

Jesus sabe disso, por isso as parábolas.

Nossa imaginação é que vai definir o que queremos entender.

O conhecimento é isso, tentar entender o que não entendemos.

Cristo veio com um propósito e cabe a nós decifrar tudo isso, mesmo que não deciframos, mas vamos compreender.

A verdade não é boa, machuca e dói, a mentira é doce, alivia e corrompe.

A verdade é distante e muito difícil de alcançar, a mentira não cansa e não maltrata, causa bem estar.

Jesus sofreu por algum motivo e um deles foi dizer a verdade, aquilo que ninguém queria ouvir.

Se você aprecia a verdade, é um(a) sofredor(a), se aprecia a mentira, com certeza vive num mundo de ilusões.

Viver é tudo que precisamos fazer na terra, o que acontecerá depois, ninguém sabe ao certo, só especulações.

É bom imaginarmos algo bom, mesmo não sabendo o que acontecerá depois da partida.

Paz Irreverencial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.