domingo, 11 de junho de 2017

A Pressão da Vida sobre o Corpo e da Alma

Aqui narraremos um diálogo real e até, de certo modo, muito comovente, de uma pessoa perseguida por toda vida.


O que será narrado aqui é totalmente real e superficial aos olhos do Criador.

Os relatos aqui citados são os mais sinceros, não nos propusemos a "cortar" algumas palavras, pois todos sabem que são palavras fortes, mas verdadeiras.

Comecemos.

Hoje, 10 de junho de 2017 recebi uma notícia confirmando mais um martírio em minha vida.

Moro no Distrito Federal, Cidade Satélite do Gama.

Há quase dez anos, uns políticos porcos, pilantras e traiçoeiros como rato na carniça, fizeram uma Lei inconstitucionalíssima.

Tal Lei obriga a todos os moradores de esquina do D.F. a serem obrigados a terem como vizinhos a pior raça de gente deste mundo, Policiais Militares, vulgos PMs.

Aqui no D.F., tem muitos lotes de esquina, assim como em todo o País.

Mas, onde moro, é um local pra lá de público, um local tão público que o Governo do D.F. até construiu calçadas e tudo o mais.


Mas, como os políticos moram em mansões e casarões que nenhum morador "comum" pode ter, então eles resolveram fazer uma "parceria" com outra raça ruim deste Brasil sofrido:

- Policiais Militares.

Vocês acham radical?

A narração aqui é pesada?

Pois bem, vejamos, o policial militar, seja de qual cidade for deste País onde tudo de ruim ocorre por eles, principalmente quando se refere a Políticos e PMs, os salários são pra lá de exorbitantes.

Um PM aqui do D.F. pode muito bem comprar sua casa, pra se ter uma idéia, dependendo da região do País, seus salários equiparados chegam até a 400 por cento a mais, isso mesmo, a mais.

O PM daqui do D.F. não faz nada, além de roubar e outras práticas ilícitas...

Provar?

Eu não, como posso provar o óbvio.

Quando fazia o colegial, passei maus bocados com um PM ciumento, onde uma garota me acompanhava à noite para a escola.


Esse PM, que já nem tinha envolvimento com tal garota, estava num "camburão" e com mais uns seis "comparsas", parou ao meu lado e fazia perguntas à garotas, dizendo quem eu era e essas coisas.

nos seguiram até a porta do colégio, na volta, saí mais cedo para evitar alguma tragédia, mas a garota me viu saindo e me acompanhou de volta para casa.

O clima foi tenso, o PM e sua "corja" dava voltas com o "camburão", até chegarmos no setor onde morava, a garota se despediu e foi para casa dela, e quando percebi o "camburão" estava bem atrás de mim, "ligou" os faróis e foi me acompanhando, bem perto de casa tem um colégio e já era Murado, então corri e aproveitei a esquina do muro, dei umas voltas e consegui chegar em casa sem que eles me vissem, em minutos, quando estava dentro de casa, olhei pela janela e o "camburão" passava em frente à minha casa.

Isso já não é abuso do poder, é pilantragem, com P de P.M.

As histórias pelo Brasil confirmam o fato.

E o Governo do D.F. sabe disso, que além de ganharem bem ainda fazem falcatruas, pois é, um Pilantra de Primeira vem morar ao lado de casa.

Uma moradia inconstitucional.

Um morador pra lá de indesejável.

Um membro do crime com diploma e autorizado.

A vizinhança?

Ninguém faz nada, pra quê?

Eles estão bem, financeiramente, tem seus dois ou três carros em suas garagens, tem suas televisões de "trocentas" polegadas, pra que iriam se importar?

Aqui no D.F. é assim, o materialismo e o consumismo é o "cala-boca" que o Governo do D.F. fornece estrategicamente aos profanos sujeitos à regalia monetária.


O relato aqui não é denúncia, os fatos aqui conferidos, embora com palavras ríspidas e muito fortes não são nada do que acontece por aqui...

Então, penso eu.

Não faço mal a ninguém, procuro Paz, Harmonia e Tranquilidade e só aparece intranquilidade, empatia e sarcasmo...

Converso com Jesus, sem contar com o Criador, procuro ser justo, mas as pessoas, o dia-a-dia, não tem sido tão justo comigo.

Em dezembro de 2013, minha ex-esposa, aquela que eu jurei Amor eterno me dispensou, certamente o amante é bem melhor que eu, pois pouco tempo depois de separado, ela já se encontrava nos braços de outro.

Traição de todos os lados, conjugue, da vida, de outros que nem sei quem são, traído pelo sistema, pela vida ingrata.

Estou a menos de um passo de comprar o bilhete só de ida a algures do infinito.

A frase "Descanse em Paz" faz jus ao nome, embora não podemos antecipar a viagem, muitos o fazem e agora sei porquê.

Sem mulher, sem filhos, sem emprego, sem salário, sem moral, sem saúde e sem perspectivas, o que acha que uma pessoas assim deve fazer?

O Trem das Sete, a luz que vem do céu, levando os injustiçados, almas que sofreram todos os tipos de injustiças carnais e morais que um ser humano possa aguentar...

A Bíblia diz que os "justos" serão perseguidos, isso é fato.

Sem Pai, desencarnado em 2007, sem Mãe, desencarnada em 2004, sem nada, sem inspiração, sem esperança, sem história a contar.

Um bêbado pelas calçadas tem mais moral que eu...

O Ser Humano é materialista e quando essa condição mudar, talvez será no dia D do Planeta, onde as tribulações surgirão de forma violenta e sem dó, onde crianças, jovens e velhos, doentes, brancos e negros, pobres e ricos, todos, mas todos mesmo, irão sentir a ira de dor e sofrimento dos menos favorecidos...

A condição de capitalismo, consumismo impera sobre a condição humanista.

Pra quê ajudar o próximo se Eu tenho tudo aqui em casa?

Tenho Televisões LCD, Plasma e seja lá o que for, tenho Tablets, Celulares, Carros e essas coisas.

O que eu vou fazer me envolvendo com quem está no fundo do poço?

A idéia é essa.

Quando uma pessoas tira a própria vida(estou querendo isso), os falsos amigos pilantras aparecem dizendo:

- porque fulano de tal não me procurou?

- eu o ajudaria...

Pois bem, talvez tal pessoa teria procurado o ciclano equivocado, mas na loucura da corrida em busca do "ouro", a omissão falou mais alto.

O que sinto agora?

Nada, parei no tempo, parei em todos os sentidos, sem sonhos, sem glórias, sem vitórias, só derrota aparece em minhas visões.

Aqui estou eu, nos fundos de uma casa onde morava na frente, fui pra São Paulo(Presidente Prudente e Tupã) pensando que minha ida começara a mudar pra melhor, onde morava a Ex.

Quando voltei pra casa, desolado, perdido, encontrei a casa dividida por um irmão pra lá de materialista, consumidor nato, e eu fui jogado para os fundos, lugar quente demais quando o clima é quente e muito gelado quando o clima é frio.

Sem chuveiro elétrico, banheiro fora da casa, tudo num "luxo" só.

Mesmo assim, aceitei o desafio.

Mas só tormentas aparece em minha vida.

As pessoas públicas que pregam a auto-ajuda, nunca passaram a fome e nunca viveram na miséria, e falam pras pessoas que isso é bom, que "um dia" tudo mudará, isso mesmo, um dia vai, no dia do desencarne.

Não aguento mais tanta hipocrisia, pessoas falsas, falsas promessas, ironia do destino, a vida deixou de existir para mim há muito tempo.

São três e quarenta e cinco da manhã e nada de sono, só vontade de dormir o sono eterno...

Sou apenas um animal, à espera do dia da partida, ida sem volta.

Não sou pior que você e nem tampouco melhor, apenas respiro, esperando o ar deixar de existir...

Descansar em Paz, quando a "Dama" com sua "foice" me procurar e me der sua mão para que eu não me perca na escuridão do vazio eterno...

Finalizo aqui, com pensamentos sérios como farei para adquirir tal "bilhete" de passagem para algures do infinito...

Espero um dia encontrar a Paz, nem que seja no sonho eterno da alma...

Paz Irreverencial.

NOTA:

Tem uma LENDA que rege o seguinte:

- Existe Policial Militar muito digno, honesto e anda sempre dentro da Lei.

Essa Lenda poderia se realizar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.