quinta-feira, 14 de junho de 2018

Turbilhão

Chorar é como despejar ao mundo a dor que sente.

Turbilhão, quase que um furacão, massa de ar que vem e passa.

As sinceridades quebradas, a traição, o descontentamento é um "turbilhão" que assola e arrasta qualquer alma, qualquer Ser...

As vidas partidas, deixadas ao relento, as angústias não compreendidas, isso é um relance dado à mágoa de estar sem rumo, sem nada a ter ou chorar, até mesmo temer.

Ser humano, bem tratado ou mal tratado, isso é turbulência cerebral que ocasiona muita dor.

A dor, necessáriamente, não precisa ser Física, a dor tem várias formas e objetividades.

Sofrimento é a palavra dada a quem não está contente com o que acontece em sua vida.

Triste é quem não tem razão à alegria nenhuma.

Lamentável saber que nada pode ser infinito, lamentável dizer que nem sempre tudo pode acabar.

As canções são meramente o acaso sem fundamento representadas por sentimentos, seja Alegre, Triste ou Fiel...

Sejamos convenientes ao saber que as coisas da vida nem sempre são como desejamos.

O dia e a noite são diferentes em quase tudo.

Porquê tudo não auto-desliga quando as coisas não estão bem?

Abençoado o Ser que resplandece em todas Auroras do Bem-Estar humano...

Aquele(a) que vive e é feliz é um abençoado(a).

Abençoado(a), palavra que é sempre empregada em pregações religiosas, quer seja Católicos, Evangélicos e outros.

Somos Abençoados, mas o Martírio ainda prevalesce.

Estamos vivendo ou apenas vivos?

Lamentações não cessam, a Dor não Aniquila, apenas Dói...

Sejamos convincentes de que tudo isso é um tormento e que devemos relevar as coisas ruins e abraçar o que há de melhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.